Empreendedor do mercado ou mercado do empreendedor?

Quando falamos em empresários do futuro, o que vem à mente? Especialistas, gente que se deu bem, que batalhou e que tem dicas para dar costumam apresentar o empresário do futuro de muitas formas diferentes. Mas que perfil é esse? Será que ele já existe?

A busca pelo sucesso empresarial é o alvo de todos os profissionais dessa área. Quem não quer se dar bem? Algumas vezes, acontece por acaso, mas, na maioria delas, é preciso bem mais do que sorte.

É comum ver artigos sobre o empresário do futuro e dicas do sucesso empresarial. Faça isso, veja aquilo, nunca aja dessa forma. Mostram-se as leis de uma pessoa de sucesso e os passos que se devem seguir, uma fórmula mágica com a garantia de quem a inventou.

São dicas importantes e boas de se ter, mas todos sabem que, sem planejamento, fica difícil, que é preciso estar atento às oportunidades, que se deve manter uma boa relação com os clientes e que o entusiasmo deve ser acompanhado do autocontrole. Mas sempre vai haver um grande porém: o mercado. É ele quem regula, mas também é ele o ponto de partida para as mudanças, para as novas propostas.

Talvez o desafio seja imaginar o mercado dos próximos 25 anos, os consumidores, as regras, as políticas da economia global e aí, sim, a inserção do empreendedor nesse ambiente. Será que já existem perfis realmente preparados para uma realidade diferente? Será que os empresários de hoje mudarão o futuro ou será que serão moldados pelo mercado? Será que em 2037 tudo vai ficar como está? Qual a sua opinião?

FacebookShare