Obstáculos para um crescimento sustentável serão debatidos no Fórum da Liberdade

Que nota você daria para a infraestrutura brasileira? E se você fosse comparar com a dos demais países no mundo? De acordo com o ranking global de competitividade do Fórum Econômico Mundial, em 2011, o Brasil passou do 84º para o 104º lugar nesse quesito. Isso significa que a infraestrutura brasileira despencou 20 posições desde o ano passado, baixando a qualidade pela segunda vez consecutiva. Dentre as piores áreas estão a malha rodoviária e os portos. É isso que queremos para 2037?

A situação da infraestrutura nacional é uma das questões que exigem preocupação, e é por isso que será um dos subtemas do 25º Fórum da Liberdade.

Dentre os últimos anos, os investimentos no Brasil aumentaram de R$ 58 bilhões para R$ 121 bilhões. Houve uma estratégia para promover investimentos públicos e privados nos setores de infraestrutura, como meio de acelerar o crescimento da economia, fortalecer a competitividade dos setores produtivos e criar bases para a inserção social e para o bem-estar das pessoas. Mas será que essas táticas foram suficientes? Como as empresas podem agir, pensar e propor soluções e ao mesmo tempo fazer com que as estruturas não desmoronem?

Em dezembro de 2011, o BNDES divulgou, no boletim “Economia Brasileira em Perspectiva”, preparado pelo Ministério da Fazenda, que os investimentos em infraestrutura crescerão 54% até 2014. No entanto, como isso pode acontecer da melhor maneira? Quem serão os responsáveis por este crescimento? Onde, em toda essa questão, estamos falando de público, e onde entra o papel do privado? É possível ter um crescimento sustentável? Quais são os obstáculos?

Traga suas opiniões aqui para o blog e participe da discussão!

FacebookShare