O país do carnaval

Na próxima semana, teremos um dos eventos brasileiros mais esperados no ano, o carnaval. É o momento em que o País para tudo com o intuito de abrir alas à folia. Feriadão, samba e alegria. Não é assim?

Essa é uma das formas pelas quais o Brasil é visto por muitos países. No entanto, será que é realmente uma identidade brasileira ou apenas um estereótipo imposto pelos outros?

A Itália é conhecida pelo vinho; a Alemanha, pela cerveja; a Suíça, pelos chocolates e queijos; e assim por diante. Mas, por serem conhecidos dessa forma, essas nações investem nos produtos e ganham com isso, com a “fama” de melhores no ramo.

Será que o Brasil não deveria investir mais na festa da folia? Será que, de um estereótipo, não pode surgir um grande investimento? Talvez, se o País assumisse a identidade, pudesse expandir-se no setor, e quem sabe até exportar, para os demais países afora, o país que sabe organizar festas, desfiles, fantasias. Antes disso, porém, precisa assumir a especialização. Se é festeiro, que seja festeiro com qualidade e com experiência para passar adiante. Você concorda?

FacebookShare