Painel sobre “Drogas, Violência e Liberdade” encerra o Fórum da Liberdade

 

O sétimo e último painel da 25ª edição do Fórum da Liberdade contou com os palestrantes Efraim Filho e Marcelo Dornelles discutindo “Drogas, Violência e Liberdade” em um debate muito próximo da plateia.

Promotor de Justiça desde 1996, Marcelo Lemos Dornelles exerce o cargo de Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais. Ele iniciou sua fala comentando sobre o desafio que o crack vem representando para a nossa sociedade. Para ele, a droga mostrou como a sociedade está despreparada para situações de drogadição em larga escala. “O que eu quero mostrar pra vocês é que a droga está ligada diretamente à violência”, explicou. Dornelles ainda criticou o Presídio Central de Porto Alegre, tido como o pior do Brasil. Por fim, o promotor provocou o público: “E você, o que tem a ver com isso?”.

Em seguida, o advogado, deputado federal e presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, Efraim de Araújo Morais Filho, iniciou a discussão, traçando um panorama sobre o avanço do consumo de drogas no Brasil nos últimos anos. Efraim aproveitou para cobrar investimentos em segurança pública e lembrou que as ações midiáticas de conscientização estão restritas aos grandes centros.

O deputado também criticou a educação deficitária do país, alegando que esta é diretamente vinculada ao consumo de drogas. “Crescimento econômico sem investimento na educação não é desenvolvimento real”, disse ele.

Finalizadas as palestras, Manoel Soares conduziu um debate dinâmico e bem-humorado com o público. “O crack é também um problema econômico, visto que seu comércio ilegal gera um lucro astronômico”, opinou o debatedor.

FacebookShare

3 ideias sobre “Painel sobre “Drogas, Violência e Liberdade” encerra o Fórum da Liberdade

  1. Comentando a respeito da frase “O crack é também um problema econômico, visto que seu comércio ilegal gera um lucro astronômico”. Não é só o Crack, mas Cocaína e maconha também geram lucros astronômicos para toda a rede do tráfico.
    Então eu me pergunto, porque não tirar das mãos dos traficantes esta fonte de lucro? Ao menos uma delas, por exemplo a maconha! Porque o governo não descriminaliza o cultivo, igual fazem diversos paises da europa e américa (Argentina, EUA-California). Acredito que as únicas pessoas que se prejudicariam com esta ação seriam os envolvidos com o tráfico e, consequentemente, com a violência.

  2. Eu concordo com o Gabriel, quando ele afirma:

    Então eu me pergunto, porque não tirar das mãos dos traficantes esta fonte de lucro? Ao menos uma delas, por exemplo a maconha!

    Ainda mais agora, já que os traficantes estão a comercilizar a maconha com percentuais de crack, sendo praticamente rara a venda de maconha com “pureza”, o que temos é a criptonita, craconha, zirrê (também chamado de desireé) e tantos outros nomes dados a esta “mistura”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>